Rede Hits FM

MACAÉ
ITAPERUNA
SJB / CAMPOS
PUBLICIDADE

Vendas do varejo crescem 1% de fevereiro para março, diz IBGE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Vendas do varejo crescem 1% de fevereiro para março, diz IBGE


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Rio de Janeiro - Vitrine de roupas em loja de rua, comércio no Centro do Rio. (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - Vitrine de roupas em loja de rua, comércio no Centro do Rio. (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O volume de vendas do comércio varejista do país avançou 1% de fevereiro para março deste ano. Essa é a terceira alta consecutiva do indicador, que acumula ganhos de 1,6% nos três primeiros meses do ano, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgados hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O varejo apresentou altas de 4% na comparação com março de 2021, de 1,3% no acumulado do ano (em comparação com o mesmo período do ano passado) e de 1,9% nos 12 meses.

O aumento de 1% no volume de vendas de fevereiro para março foi puxado por seis das oito atividades pesquisadas pelo IBGE: equipamentos e material para escritório informática e comunicação (13,9%), livros, jornais, revistas e papelaria (4,7%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (3,4%), combustíveis e lubrificantes (0,4%), móveis e eletrodomésticos (0,2%) e tecidos, vestuário e calçados (0,1%).

Por outro lado, duas atividades tiveram queda no período: supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,2%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (-5,9%).

Varejo ampliado
O varejo ampliado, que também inclui as vendas de veículos e materiais de construção, cresceu 0,7% de fevereiro para março, com a alta de 2,2% no setor de veículos, motos, partes e peças. Os materiais de construção recuaram 0,1%.

O varejo ampliado teve ainda taxas de crescimento de 1,1% na média móvel trimestral e no acumulado do ano, de 4,5% na comparação com março de 2021 e de 4,4% no acumulado de 12 meses.

Receita
A receita nominal do varejo subiu em todos os tipos de comparação: na comparação com fevereiro deste ano (2,9%), em relação a março de 2021 (18,1%), no acumulado do ano (14,5%) e no acumulado de 12 meses (15%).

O mesmo aconteceu com a receita nominal do varejo ampliado, que teve altas de 0,4% na comparação com fevereiro, de 19,3% em relação a março do ano passado, de 15,3% no acumulado do ano e de 18,6% no acumulado de 12 meses.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Destaques do dia
Fique sabendo
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Podcasts
Promoções
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Promoções
Podcasts
PUBLICIDADE