Rede Hits FM

MACAÉ
ITAPERUNA
SJB / CAMPOS
PUBLICIDADE

Venda de bebidas alcoólicas volta a crescer e impulsiona mercado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Venda de bebidas alcoólicas volta a crescer e impulsiona mercado


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Bebidas Alcóolicas
Foto: Reprodução
Bebidas Alcóolicas
Foto: Reprodução

Após meses em queda, a venda de bebidas alcoólicas voltou a crescer no Brasil, impulsionada pela Páscoa e pelo Carnaval fora de época em abril. A retomada foi possível graças ao arrefecimento da pandemia e, para a economia do país, representou uma alta de 5,2% no setor de bebidas, contribuindo também para que a produção industrial crescesse em abril, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a proximidade do Dia dos Namorados, as expectativas são positivas para o setor e toda a cadeia, como bares, restaurantes e supermercados.

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), na Páscoa, os volumes de vendas de vinhos importados cresceram 15,6% e de cervejas, 14,3%. O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci, afirma que os donos dos estabelecimentos estão notando uma melhora gradual e contínua ao longo dos últimos três meses.

“Em janeiro e fevereiro, tivemos a Ômicron e as pessoas continuavam em casa, com medo da contaminação. Com o passar dos meses, as coisas foram melhorando e nós vimos esse crescimento proporcional na venda das bebidas. E em abril, tanto a Páscoa, quanto o Carnaval aconteceram em um momento de reabertura e do fim de todas as restrições, então tivemos uma grande retomada do movimento nos bares, no comércio em geral”.

De acordo com dados da associação, a venda de cervejas caiu 20% em janeiro e em fevereiro em relação aos mesmos meses do ano passado. Em março, foi identificada uma alta de 5% e em abril, a tendência é que haja um crescimento ainda maior.

“Geralmente, essa data é a que mais vendemos bebidas, de maior faturamento, porque as pessoas comemoram ao longo de todo o dia, de manhã até a noite, diferente dos outros feriados, que costumam ser celebrados durante o almoço”.

Para Gilberto Braga, economista do Ibmec RJ, o aumento se deve pelo fim das restrições ligadas ao combate à Covid-19: “a queda das regras de distanciamento, do uso de máscaras, estimulou a volta das atividades públicas, a confraternização entre as famílias e com isso, o consumo de bebidas alcoólicas”.

De acordo com a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de bebidas foi o que mais cresceu em abril deste ano. Com alta de 5,2%, o segmento contribuiu para o crescimento de 0,1% da indústria brasileira em relação a março, quando houve aumento de 0,3%.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
PUBLICIDADE

Destaques do dia
PUBLICIDADE
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Promoções
Podcasts
PUBLICIDADE