Rede Hits FM

MACAÉ
ITAPERUNA
SJB / CAMPOS
PUBLICIDADE

Total de nascimentos cai, mas cresce o número de bebês sem o nome do pai no registro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Total de nascimentos cai, mas cresce o número de bebês sem o nome do pai no registro


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Certidão
Foto: Reprodução
Certidão
Foto: Reprodução

Mais de 86 mil bebês nascidos nos seis primeiros meses desse ano no Brasil não tiveram o nome do pai informado no registro.

Dados são de levantamento realizado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, com base nos registros realizados nos quase 7 mil e 700 cartórios de registro civil do Brasil.

No primeiro semestre deste ano, nasceram 1.313.088 bebês, o que é a menor quantidade de nascimentos no período dos últimos quatro anos.

Ainda assim, o total de mães solo cresceu. Ao todo, 86.610 bebês foram registrados apenas com o nome da mãe no documento.

Para comparação, entre janeiro e junho de 2018, foram pouco mais de 1.452.000 recém-nascidos, dos quais 78.798 ficaram sem o nome do pai.

Vale destacar que, mesmo após o registro, a criança pode passar a ter o nome do pai no documento, seja num reconhecimento espontâneo por parte pai biológico ou por determinação judicial, após reconhecimento de paternidade; a retificação da certidão também pode ser feita para a inclusão do sobrenome do pai socioafetivo, que é quando outra pessoa assume o papel de se tornar o responsável pela criança por afeto, mesmo sem vínculo de sangue.

Ainda de acordo com os Cartórios de Registro Civil do Brasil, no primeiro semestre deste ano, 14.620 pessoas receberam o nome do pai em suas certidões de nascimento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
PUBLICIDADE

Destaques do dia
PUBLICIDADE
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Promoções
Podcasts
PUBLICIDADE