Rede Hits FM

MACAÉ
ITAPERUNA
SJB / CAMPOS
PUBLICIDADE

Cidade da Criança será Centro de Referência em Educação Inclusiva em Campos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Cidade da Criança será Centro de Referência em Educação Inclusiva em Campos


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Foto - Divulgação
Foto - Divulgação

O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres anunciou que a atual Cidade da Criança vai se tornar um “Centro de Referência em Educação e Vivência Inclusiva” e vai se chamar “Cidade da Criança do Futuro”.

Foi convidado para o programa, que é apresentado por Marcelo Feres, o vereador Leon Gomes, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara Municipal, para uma conversa sobre Educação Inclusiva. Ao falarem sobre o projeto para a Cidade da Criança, o secretário destacou que ainda está em fase de aperfeiçoamento.

“É uma ideia que está em processo de construção, então, ainda vai demorar para ser concretizada. A ação é demorada, porque o que queremos fazer é ousado. O local tem cerca de 8 mil metros quadrados e, a partir de agora, por decreto, é de responsabilidade da Educação. A gente gostaria que nossa cidade, como um todo, fosse uma cidade inclusiva, com seus espaços de acessibilidade, de convivência, mas essa realidade vai demorar, então, por que não fazer isso numa região menor e dar as condições de convivência para as crianças que serão os adultos do futuro?”, questionou Feres

O vereador, que tem dois filhos, sendo um deles autista, parabenizou a ideia. Ele disse que decidiu ser vereador e lutar pela inclusão por ter passado por muitas dificuldades para ter acesso à Educação e terapia para a criança.

“Historicamente, o Brasil está há mais de 20 anos atrasado quando se fala em inclusão. Tudo que temos hoje foi conquistado com muito sacrifício. Agora, estamos aqui lutando pela pauta da inclusão e isso é muito gratificante”, disse.

Em busca de experiência para a criação do Centro de Referência, Marcelo também falou sobre a visita que ele, Leon e a Assessora Especial da Seduct, Catia Mello fizeram, semana passada, no Instituto Municipal Helena Antipoff, onde foi articulada uma parceria para que o Instituto capacite os profissionais da rede municipal de ensino. O Instituto é um estabelecimento público de ensino especializado em Educação Especial, ligado à Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, e é centro de referência em Educação Especial no Brasil.

Na mesma viagem, foi feita uma visita ao Instituto JNG, junto ao vereador. Trata-se de uma Organização da Sociedade Civil que atua em prol da autonomia e independência de adultos com deficiência intelectual, com foco em moradias independentes.

“Essas visitas foram muito importantes para conhecer a realidades desses locais e adequar à nossa. Sem dúvida, o Centro de Referência vai ser muito útil. Afinal, a nossa maior preocupação enquanto pais é: o que vai ser do meu filho caso eu venha a faltar na vida dele? Nós precisamos pensar, não somente na criança, mas também no adulto, porque essa criança cresce. E esse projeto no Rio pensou nisso. São pessoas autistas que vão para lá e tem sua vida social com outras pessoas. E eu acredito que, no futuro, Campos possa ter algo assim também”, diz Leon.

Marcelo Feres lembrou ainda da nova lei nº 9.145, de 05 de maio de 2022, que institui a Política Municipal de Atendimento para Educação Especial Inclusiva em Campos, sancionada nessa quarta-feira (11) e publicada no Diário Oficial do município (AQUI). “Para mim, foi um marco, porque você assistir a uma lei entrando e falando da Educação Inclusiva e colocando como algo real, porque antes era um sonho na casa de cada familiar, é uma grande conquista. Não tem como falar de inclusão se você não estiver capacitando os profissionais a todo tempo”, concluiu Leon.

O secretário pontuou que os avanços na Educação Inclusiva não são um processo rápido e que é necessário o envolvimento de toda a sociedade. “Eu convido a todos os profissionais de Educação, que cada vez mais se interessem e busquem de nossa parte, aqui na Seduct, as condições que serão geradas, do ponto de vista da capacitação”, disse Feres.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Destaques do dia
Fique sabendo
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Podcasts
Promoções
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Promoções
Podcasts
PUBLICIDADE