Rede Hits FM

MACAÉ
ITAPERUNA
SJB / CAMPOS
PUBLICIDADE

Campos: Seguindo a orientação do município, Diocese também recomenda o uso de máscara

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Campos: Seguindo a orientação do município, Diocese também recomenda o uso de máscara


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Catedral
Foto: Reprodução
Catedral
Foto: Reprodução

Um dia após a Prefeitura de Campos ter recomendado o uso de máscara facial, a Diocese de Campos também resolveu seguir a orientação e recomendou às paróquias, reitorias e santuários distribuídos pelas 17 cidades das Regiões Norte e Noroeste Fluminense o uso do dispositivo nas igrejas.

Na recomendação, o Bispo Diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco, menciona que a decisão foi tomada diante do aumento da quantidade de casos de Covid-19, em muitas cidades que compõem o território diocesano.

“Objetivo dessa orientação é logicamente proteger a saúde dos fiéis. O que estamos fazendo é uma orientação, não obrigatoriedade. Entretanto, os ministros ordenados e extraordinários deverão de modo obrigatório utilizar sim máscaras no momento da distribuição da Sagrada Comunhão. Assim como quando há atendimentos realizados em lugares fechados, como no caso da direção espiritual e das confissões”, declarou Dom Roberto, que também é o bispo referencial para a Pastoral Nacional da Saúde da CNBB.

De acordo com Dom Roberto, a recomendação se faz necessária diante do aumento de casos em algumas cidades fluminenses, como é o caso de Campos onde foram confirmados 651 da Covid-19, no período entre 30 de maio e 10 de junho. “A recomendação é para uma medida de orientar as pessoas que os cuidados devem permanecer. Ninguém deseja que as restrições retornem, mas para que isso aconteça é importante que todos façam a sua parte”, finalizou Dom Roberto.

NOVO DECRETO – Conforme o decreto 307/2022, publicado na última segunda-feira (13), em seu artigo 14, o uso da máscara é fortemente recomendado em ambientes fechados públicos e privados, como escolas, universidades, transporte público, seja escolar, por aplicativo, táxis e similares, nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), Comunidades Terapêuticas e Serviços Residenciais Terapêuticos, além de teatros, cinemas e academias.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
PUBLICIDADE

Destaques do dia
PUBLICIDADE
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Promoções
Podcasts
PUBLICIDADE