Rede Hits FM

MACAÉ
ITAPERUNA
SJB / CAMPOS
PUBLICIDADE

Campos: Prazo para entrega de trabalhos do MPT na Escola prorrogado até dia 26

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email

Campos: Prazo para entrega de trabalhos do MPT na Escola prorrogado até dia 26


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Secretaria de Educação
Foto: Reprodução
Secretaria de Educação
Foto: Reprodução

Foi prorrogado até o dia 26 de julho o prazo para que as escolas que participam do projeto Ministério Público do Trabalho (MPT) na Escola possam entregar os trabalhos feitos pelos alunos para a avaliação por equipe formada por representantes da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), MPT e das unidades escolares. Os trabalhos podem ser entregues na sala 25, na Diretoria Pedagógica da Seduct.

A coordenadora Pedagógica do projeto, Ana Raquel Pourbaix, disse que a entrega desses trabalhos é de suma importância para dar voz às crianças que moram em comunidades ou localidades mais afastadas do Centro da cidade e que, na maioria das vezes, não têm muito acesso a informações como, por exemplo, as relacionadas à exploração do trabalho infantil. Os vencedores serão premiados pelo MPT.

O objetivo do projeto é conscientizar, por intermédio da comunidade escolar, a respeito dos Direitos da Criança e do Adolescente, com ênfase nas temáticas: Combate ao Trabalho Infantil; Aprendizagem Profissional dos Adolescentes e Segurança e Saúde nas Escolas e no Trabalho. Os temas serão abordados por meio de plano de ação pedagógica, envolvendo diferentes manifestações de linguagem, conforme o edital Prêmio MPT na Escola.

“Estamos recolhendo vozes, muitas vezes veladas, de nossos alunos a respeito do trabalho infantil a serem relevadas por meio de diferentes linguagens: poema, conto, desenho e música. A escrita e a produção textual, ou qualquer outra forma de expressão, são formas que temos de entender e enxergar a realidade de nossas crianças. Todo esse material vai ser analisado e, depois, iremos marcar uma data para que seja feita uma culminância que chamamos de “Mais respeito, sou Infância”, com a apresentação dos Contos, Poemas, Desenhos e Músicas autorais produzidas pelos estudantes da rede municipal”, diz Ana Raquel.

O projeto Ministério Público do Trabalho na Escola foi implantado no final de maio, na Escola Getúlio Vargas, em Tócos, com a visita da procuradora do trabalho, coordenadora regional de Erradicação do Trabalho Escravo e Enfrentamento do Tráfico de Pessoas (Conaete – MPT/RJ), Guadalupe Turos Couto. Ela ministrou a palestra “Ministério Público do Trabalho na Escola”. Guadalupe ressaltou que Campos é o 5º município do Estado do Rio de Janeiro em resgate de trabalhadores análogos à escravidão.

UNIDADES DE ENSINO SELECIONADAS:
E. M. Ataíde Dias
E. M. Carmen Carneiro
E. M. Olga Linhares
E.M. Lídia Leitão
E.M. Santa Terezinha
E. M. Dr. Luiz Sobral
E. M Lions I
E.M. Francisco de Assis
E.M. Marlene Henrique Alves
E. M. Marechal Arthur Costa Silva
E. M. Getúlio Vargas
CIEP Francisco Portela
E. M. Farol de São Thomé

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Share on email
PUBLICIDADE

Destaques do dia
PUBLICIDADE
Fique sabendo
PUBLICIDADE
Promoções
Podcasts
PUBLICIDADE